“Doação de sangue, leite materno e órgãos precisa ser um hábito natural na vida dos pernambucanos”, destaca Henrique Queiroz Filho

Deputado apresenta projetos de lei para apoiar, expandir e incentivar a doação no Estado.

No espírito do Junho Vermelho, mês dedicado à conscientização sobre a importância da doação de sangue, o deputado estadual Henrique Queiroz Filho (PP/PE) apresenta duas propostas legislativas inovadoras, que visam transformar o cenário da saúde em Pernambuco. Com os projetos de lei 1788/2024 e 2073/2024, o deputado busca ampliar a rede de coleta de sangue, leite materno, órgãos e medula óssea, além de promover uma cultura de conscientização e incentivo à doação.

O Projeto de Lei Ordinária 1788/2024 propõe a criação de uma política estadual voltada à ampliação dos bancos e centros de coleta de sangue, leite materno e postos de registro de doadores de órgãos e medula óssea. A iniciativa inclui a descentralização desses serviços, garantindo que sejam distribuídos por meio das Gerências Estaduais de Saúde, o que facilitará o acesso em todas as regiões do Estado.

Além disso, o projeto promove a campanha Promoção 3D, focada em incentivar a doação de sangue, órgãos e leite materno. A estratégia também busca atender às populações mais vulneráveis, garantindo que todos os pernambucanos tenham acesso aos recursos necessários.

“O problema da falta de sangue e outros recursos vitais é crônico em nosso Estado. Com a ampliação da rede de coleta, queremos garantir que nenhum pernambucano fique sem o atendimento necessário por falta de insumos”, afirma o deputado Henrique Queiroz Filho, destacando a importância da medida para a saúde pública.

O segundo projeto, a Lei Ordinária 2073/2024, propõe a criação de uma cartilha institucional de conscientização e incentivo à doação de sangue, órgãos, tecidos e leite materno. Esta cartilha será distribuída em escolas, universidades e centros de coleta, com o objetivo de educar a população sobre a importância da doação, desmistificando medos e preconceitos. A cartilha promoverá campanhas e palestras em instituições de ensino públicas e privadas e será disponibilizada gratuitamente, podendo ser reproduzida para ampliar o alcance da informação.

“A educação é fundamental para mudar a cultura da doação no nosso estado. Com a cartilha, queremos formar uma geração consciente da importância desse ato de solidariedade”, destaca o parlamentar, enfatizando a necessidade de educar e sensibilizar a população desde cedo.

“A doação de sangue, de leite materno e de órgãos precisa ser um hábito natural na vida dos pernambucanos. Nossas propostas são um passo essencial para salvar vidas e garantir que todos tenham acesso a esses recursos vitais. Conto com o apoio da Assembleia Legislativa e da sociedade civil para aprovar e implementar essas medidas o mais rápido possível”, acrescenta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *